Mulher empreendedora

O mercado de bijuterias em 2018

0 comentários

O mercado de bijuterias não para de crescer. Somente no Natal de 2017, o crescimento foi de 9,7% e a expectativa para o próximo ano é ainda melhor.

Após quatro anos de crise econômica, os sinais de retomada começam a aparecer. Segundo a Fecomercio/CE, o crescimento do varejo no Natal de 2017 foi de 7%. É um número bom, considerando a retração que houve nos últimos dois anos.

Porém, os segmentos de varejo tradicionais já não estão conseguindo ter o mesmo crescimento dos anos anteriores. O mercado de roupas cresceu apenas 4%, e as joias tiveram um crescimento de 3%.

Diante disso, os novos empreendedores precisam inovar. Trabalhar com áreas mais novas e com maior potencial de crescimento. Um exemplo é o mercado de bijuterias, que teve a segunda maior alta dos segmentos de varejo, com um crescimento de 9,7% no último Natal.

Além disso, o segmento de bijuterias é muito novo no país e com o crescimento de consumidores das classes C e D, o mercado segue com expectativa de crescimento alto para os próximos cinco anos.

Um caso que exemplifica esse crescimento é o da empresa Mil Bijus. Fundada em 2007 na cidade de Erechim (RS), a marca que vende bijuterias, como brincos, colares, pulseiras, anéis e acessórios para cabelo, já conta com 11 lojas próprias, um e-commerce e espera crescimento de 35% para o ano de 2018.

foto loja

“Tivemos um 2017 muito positivo, com um crescimento de 16% nas vendas. Para 2018, queremos inaugurar mais duas lojas e iniciar um novo canal de vendas para conseguirmos crescer o que foi proposto no nosso planejamento estratégico,” afirma, Pedro Perez, sócio-diretor da Mil Bijus.

Além disso, para se diferenciar da concorrência, a Mil Bijus faz exportação própria e por isso consegue trazer as últimas tendências do mercado e ainda ter bijuterias exclusivas. Para 2018, a marca está focando em brincos de argola, colares chokers, mix de pulseiras e semijoias.

“Hoje, existem muitas lojas de bijuterias abrindo no Brasil, porém a maioria fecha em menos de um ano. Para se destacar no mercado é necessário inovar sempre, fazer promoções e ter um marketing muito efetivo, principalmente na parte digital.”

O mercado de bijuterias e acessórios é uma oportunidade a se considerar na hora de abrir um negócio, mas lembre-se que é necessário montar um plano de negócios e se diferenciar da concorrência para ter sucesso.

Encontre aqui uma Mil Bijus próxima de você.

CONTEÚDO VIP

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

VEJA TAMBÉM