Mulher empreendedora

Como definir os preços de acessórios e bijuterias

3 comentários

“Quanto vou cobrar por minhas bijuterias?”. Você já deve ter feito essa pergunta. E nós vamos te ajudar.

O preço deve cobrir o custo direto da mercadoria, as despesas fixas e variáveis e ainda gerar lucro. Para definir melhor o preço de venda de suas bijuterias, você deve também considerar dois aspectos: o mercadológico (externo) e o financeiro (interno).
Aspecto mercadológico: O preço deve ser próximo ao de seus concorrentes. Outros fatores como tempo de mercado, volume de vendas, também contam. Se pegarmos o caso.

Aspecto financeiro: O preço deve cobrir o custo direto das peças, das despesas variáveis (por exemplo: comissões, material impresso), as despesas fixas (telefone, pró-labore, internet, software de gestão). O saldo restante será o seu lucro.

Posicionamento da marca: Se seu produto for diferenciado, tem um atendimento melhor que dos demais concorrentes, você pode agregar valor. Já se o seu posicionamento for vender muito pelo menor valor, por exemplo, o preço deve ser mais baixo. Tudo depende de como você quer ser visto pelos seus clientes. A marca Pandora agrega valor nas suas peças e por isso cobra mais caro. No posicionamento de marca ela prioriza a identidade visual, o merchandising, o marketing, e também, atendimento. Assim, o mesmo anel de prata que também é vendido em uma Joalheria mais simples, será muito mais barato daquele que é vendido na Pandora.

 

colocar-preco-bijuteriasAplicando margem de lucro

Após saber o seu posicionamento, analisar seus concorrentes, o mercado e ainda calcular os seus custos, você pode aplicar sua margem de lucro.
Muitas lojas utilizam a taxa de 220% em cima do preço de custo. Por exemplo, se você comprou uma peça no atacado da Mil Bijus por 10 reais e multiplicar por 2,2 o preço de venda da sua bijuteria será de 22 reais.

colocar-preco-bijuterias2

Outras marcas colocam uma margem de 80%, em cima do preço de custo, como é o caso da comerciante  Alessandra Luchini, 33 anos. Ela já vende roupas e acessórios há 12 anos. “Para colocar o preço eu observo o valor de mercado, meus concorrentes e o preço de custo das peças”, conta.

Até semana que vem, com mais dicas para você vender suas bijuterias. :)

CONTEÚDO VIP

3 respostas

  1. Renilda Martins dos Santos
    15/12/2017 às 15:05hr

    Quero ser uma franqueada representar vocês em a Alta floresta MT.

    • Pedro
      27/12/2017 às 12:30hr

      Oi Renilda!

      No momento não trabalhamos com franquias, apenas com vendas no atacado.

      Obrigada.

  2. Amanda Kelly
    27/02/2018 às 0:44hr

    Eu sempre utilizo este modelo de calculo:

    Preço base = (custo dos materiais + embalagem) x 4 + seu preço por hora de trabalho, em seguida, + 10% desse total para despesas gerais.

    funciona bem!

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

VEJA TAMBÉM